Araraquara tem 9 pacientes que já há algum tempo estão aguardando resultado de exames para saber se tem ou não coronavírus. A demora tem explicação: o Brasil tem 524 casos confirmados e milhares aguardando resultados clínicos para comprovação ou descarte. Os laboratórios estão superlotados.

O problema não é só a falta de estrutura pra realização dos exames, mas sim o material necessário para que essas análises sejam feitas. O mundo todo busca ampliar a capacidade de produção, mas isso tem sido insuficiente.

Em Araraquara, segundo o médico responsável pelo Serviço Especial de Saúde (Sesa), Walter Figueiredo, apenas pacientes em estado grave, serão submetidos aos testes. O mesmo ocorre em todo o país. “As pessoas que até ontem tinham histórico de viagem ao exterior, sintoma de gripe, corisa, febre e tosse a gente fazia a coleta e encaminhava. Hoje não vamos mais fazer isso. Ela será noticiada como possível caso, mas sem exame. Nos estamos tentando uma solução caseira, estabelecendo parcerias para conseguir fazer esses exames por aqui”, disse ele hoje em entrevista para uma rádio local.

Aqueles com sintomas leves devem ser tratados dentro do protocolo de segurança e o isolamento domiciliar é suficiente para conter o avanço da doença.

Só na quarta-feira (18) três mortes foram registradas pelo novo coronavírus. Todos eram idosos e estavam internados em um hospital na capital paulista. Mesma unidade que no dia anterior, outro idoso, de 62 anos, também morreu vítima da doença. São quatro mortes pela doença até agora no país. Todas em São Paulo.

O estado tem atualmente 240 casos confirmados de covid-19. Na terça eram 164, um aumento de 46% em 24 horas.

Foto: Ilustração feita pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA

Leave a Reply