Fundada no dia 12 de abril de 1950, a Ferroviária está completando 70 anos neste domingo (12). A Locomotiva é um dos mais tradicionais clubes do interior. Revelou grandes jogadores para o cenário nacional masculino e feminino, como Bazani, Dudu, Téia, Wilson Carrasco, Mauro Pastor, Vica, Bia Zaneratto, Andreia Rosa, Rafa Mineira, Luana, Géssica…

A camisa utilizada pelo clube nesta temporada homenageia as sete décadas de história.

TIME FEMININO
As Guerreiras Grenás, como é carinhosamente conhecido o time feminino da Ferroviária, é uma das principais equipes do país. Em atividade desde 2001, as Guerreiras já conquistaram todos os títulos possíveis.
É tetracampeã do Campeonato Paulista, sagrando-se campeã em 2002, 2004, 2005 e 2007.

Conquistou a Copa do Brasil em 2014. Em 2015, as Guerreiras disputaram a Libertadores da América na Colômbia e foram campeãs após derrotar o Colo Colo-CHI na decisão por 3 a 1.

Em 2019, a Ferroviária se tornou a primeira equipe bicampeã (venceu também em 2014) nacional de Futebol Feminino, e também a primeira equipe a conquistar o título sob o comando de uma mulher.

TIME MASCULINO
A AFE tem 44 participações na elite paulista. Entre 1967 e 1996, participou na primeira divisão por 30 vezes consecutivas. Entre essas participações, está a grande conquista do Tricampeonato do interior, de 1967 a 1969. Época também em que o clube era um dos únicos que conseguia jogar de igual para igual contra o Santos de Pelé.

Em 1983, disputou a Taça de Ouro, como era chamada a primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Em 2017, conquistou o bicampeonato da Copa Paulista (venceu também em 2006).

Em 2020, antes da pausa do futebol por causa da pandemia do novo coronavírus, a Ferroviária estava na disputa para a próxima fase do Paulistão e se classificou para a 3ª fase da Copa do Brasil, melhor campanha na competição em sua história. A Locomotiva também irá disputar o Campeonato Brasileiro da Série D.

 

Leave a Reply