Por Rian Fernandes

O Procon de Araraquara registrou diversas reclamações sobre os preços de álcool em gel e produtos alimentícios em estabelecimentos da cidade. As principais denúncias recebidas foram sobre o preço de álcool em gel, aumento do valor de produtos como o leite, feijão, farinha de trigo e ainda a falta de gás em comércios.

De acordo com o coordenador do Procon de Araraquara, Rodrigo Martins, os fornecedores que possuem produtos com preços elevados estão recebendo notificações e precisam explicar o motivo dos aumentos. Além disso, em caso de irregularidades, os responsáveis poderão sofrer com autuações.

Também conforme Martins, foi possível observar, após uma série de denúncias, que o valor do álcool em gel se estabilizou e que o preço máximo tolerado é de R$ 40,00 o litro. Caso o produto se encontre com um custo acima, será considerada uma prática abusiva.

Já sobre o gás de cozinha, Rodrigo esclareceu que foi realizada uma pesquisa de mercado para tratar sobre o preço correto. “Encontramos preços entre R$ 70,00 e R$ 85,00. Caso tenha estabelecimentos praticando valores acima disso, poderão ser autuados”, esclareceu. Ainda segundo ele, o produto pode se encontrar em falta por conta da procura de consumidores que estão fazendo estoque do produto, fazendo com que o gás desapareça do mercado. “Estamos orientando que o consumidor compre apenas o necessário”, salientou.

O coordenador do Procon de Araraquara explicou que houve um aumento no número de reclamações e notificações, porém não contém números exatos sobre o aumento. Isso ocorre porque a equipe teve que passar por 15 dias de quarentena pelo fato de uma funcionária ter sido afastada com suspeita de coronavírus.

O Procon realiza um revezamento para atender pelo 3301-3131, das 9h30 até 16h30. Em caso de uma reclamação que precise ser formalizada, o consumidor deve registrar no site http://www.procon.sp.gov.br

Leave a Reply