Há alguns anos, no SBT, o ator Ivo Holanda, astro das pegadinhas ‘vestia’ um radar e saia correndo atrás de motoristas disparando um flash como se os estivesse multando. Claro que a ‘perseguição gerava revolta e muitas risadas. A pegadinha foi sucesso por aqui e em diversos países do mundo.

Eis que em Araraquara a vida imita a arte, ou pelo menos tenta. Para evitar a destruição dos equipamentos, o município começou a construir algumas caixas de metal para protegê-los. Ocorre que o ‘design’ ficou bem parecido com o da famosa pegadinha e o apelido pegou.

Pela rua a medida dividiu opiniões: “É um gasto desnecessário, não sei quem está pagando, mas acho que vivemos um momento em que dá para usar esse dinheiro pra coisa mais útil”, disse o autônomo Geraldo Antônio de Souza.

Tem gente que apoia a iniciativa. “Tem gente que mais parece animal então tem que proteger mesmo. Por mim tinha que ter 200 radares. Eles só multam quem corre e eu não corro”, alfinetou o aposentado Raul Oliveira Mazzali.

A instalação das caixas protetoras será feita em pelo menos 40 pontos onde os radares móveis operam. Segundo a Coordenadoria de Mobilidade Urbana os equipamentos são alugados e a responsabilidade de instalação é da empresa que detém o contrato de exploração do serviço.

Apesar de ter 40 pontos de instalação, apenas três radares operam na cidade por dia. São feitos revezamentos e os locais exatos em que estão não são informados, apenas a lista dos locais, de maneira geral.

Veja abaixo a pegadinha:

 

Leave a Reply