Com as aulas presenciais suspensas por causa da pandemia do novo coronavírus, muitas escolas adotaram as videoconferências como forma de professores e alunos voltarem a rotina de aprendizado e ensino.

Em Araraquara uma dessas aulas pode virar caso de polícia. É que enquanto crianças entre 6 e 7 anos ouviam as lições da professora, com todo mundo da turma aparecendo na tela, em uma das imagens um homem aparece pelado, atrás de uma menina.


A professora percebeu a cena e imediatamente encerrou a videoaula. A escola informou  que os familiares da menina que aparece na imagem serão ouvidos para que possam explicar o que aconteceu. As imagens serão entregues para as autoridades para que possam tomar providências.


Para o presidente da OAB, Thiago Romano, se foi brincadeira, pode custar caro para quem fez. “É um fato grave a ser apurado porque pode caracterizar um ato obsceno, ou até um crime potencialmente maior dependendo da intenção desse agente”, afirmou.

Leave a Reply