Após reuniões com a Federação Paulista de Futebol, Prefeitura de São Paulo, Governo do Estado de São Paulo e clubes participantes da Série A1 do Campeonato Paulista, o Corinthians tem a liberação para retomar as atividades do Futebol Profissional seguindo medidas preventivas ao novo coronavírus e adotando o Protocolo de Retomada Gradual aos Treinos da FPF.
 
Dando início aos procedimentos, atletas, comissão técnica, staff e funcionários do CT Dr. Joaquim Grava realizaram exames laboratoriais nos dias 18 e 19. Após 190 testes de coronavírus foram constatados que oito atletas têm o vírus no corpo, mas não apresentam sintomas da Covid-19. No entanto, ficarão afastados das atividades do centro de treinamento por dez dias e serão submetidos a novos exames.
 
Outros 19 atletas se apresentarão no CT Dr. Joaquim Grava, na segunda-feira (22), para a retirada de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) que se tornarão de uso pessoal no dia a dia, além de materiais de treino como uniformes e chuteiras, que serão conduzidos e higienizados pelos atletas em suas casas.
 
O recém-chegado atacante Jô não foi testado e passará pelo procedimento no início da próxima semana.
 
Outras cinco pessoas da comissão técnica e de outros departamentos do centro de treinamento também foram diagnosticadas com o vírus e seguirão o mesmo cronograma de avaliações dos atletas. Todas são assintomáticas.
 
O massagista Raimundo “Ceará” apresentou sintomas da doença, foi hospitalizado e apresentou melhora. Pertencente ao grupo de risco estabelecido pela Organização Mundial da Saúde, será preservado das atividades, assim como todos que têm mais de 60 anos, e receberá acompanhamento médico diário.
 
O Departamento Médico do Clube, formado por Ivan Grava, Ana Carolina Côrte e Júlio Stancatti, desenvolveu protocolos específicos para a medicina esportiva que atendeu as expectativas e estão sendo seguidas por outros clubes brasileiros.
 
A partir de terça-feira (23), os atletas liberados para o trabalho começarão a bateria de avaliações físicas, testes bioquímicos e fisiológicos para o retorno as atividades.
 
O CT Dr. Joaquim Grava está devidamente preparado e irá seguir rigorosamente os protocolos de segurança, como:
 
– Não utilização de vestiários
– Equipamento de Proteção Individual (EPI) para todos os funcionários nas dependências do CT (incluindo atletas, exceto durante atividades físicas)
– Pontos de higienização com álcool espalhados
– Divisão de grupos fixos
– Atividades ao ar livre no campo 
– Fisioterapeutas designados aos mesmos grupos de atletas para não haver variação de contato
– Sem refeições no centro de treinamento para diminuir risco de compartilhamento de objetos
 
Vale ressaltar que ainda não há recomendações de segurança para a entrada de profissionais de imprensa, portanto, o Clube direcionará sua produção de conteúdo para fornecer material para os canais de mídia e seu torcedor.

Tags: Futebol, Notícias

 

O número de infectados pelo coronavírus no Corinthians é ainda pior do que o divulgado pelo clube no último sábado. Isso porque quase 80% do elenco de 27 atletas teve contato com a doença em algum momento. A boa notícia é que a maioria já se recuperou e está imunizada. Os outros infectados, que ainda não se recuperaram, serão afastados por dez dias, como informado previamente.

Ao todo, segundo informação divulgada pelo “Meu Timão” e confirmada pelo LANCE!, 21 jogadores do grupo principal corintiano foram contaminados pela COVID-19 em algum momento nos últimos meses, sendo que 13 deles não têm mais a doença e oito permanecem em recuperação. Vale destacar que todos os casos foram assintomáticos, ou seja, nenhum deles apresentou sintomas.

Os 19 jogadores que estão liberados irão ao CT nesta segunda-feira para retirarem seus EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e materiais de treino de uso pessoal, que passarão a ser higienizados na casa de cada um após a utilização durante os trabalhos no CT Joaquim Grava, que terão início nesta terça-feira, com avaliações físicas e fisiológica, seguindo as recomendações e os protocolos das autoridades, conforme o clube informou no último sábado.Foram, ao todo, 190 testes realizados pelo Corinthians, que incluíram jogadores, membros da comissão técnica, funcionários do CT, e familiares de atletas e de colaboradores. Na comissão técnica, quatro serão afastados das atividades por dez dias por ainda estarem contaminados e outros 17 já tiveram contato com a doença e estão imunizados. Entre os colaboradores, 12 já se recuperaram e um ainda está em processo de recuperação.

Nenhum nome foi divulgado pelo clube, exceto pelo massagista Raimundo “Ceará”, que acabou sendo o caso mais grave, por ter precisado ser hospitalizado após apresentar sintomas. Ele está no grupo de risco, acima de 60 anos, e estaria afastados deste reinício das atividades de qualquer forma. Os outros funcionários dessa faixa etária também permanecem afastados.

Saiba como abrir um negócio em cidadas pequenas

Descubra como abrir um negócio em cidades pequenas e torne-se seu próprio chefe! Clique e confira
 

Os trabalhos com bola só serão retomados a partir do dia 1º de julho, segundo recomendação do governo do estado de São Paulo, mas os clubes paulistas tiveram a liberação para retomar as atividades do futebol profissional seguindo medidas preventivas ao novo coronavírus e adotando o Protocolo de Retomada Gradual aos Treinos da Federação Paulista de Futebol.

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians

Leave a Reply