O Comitê de Contigência do Coronavírus declarou nesta segunda-feira (22) que os números crescentes de novos casos da Covid-19 é um reflexo dos baixos índices de isolamento que Araraquara vem registrando. O comunicado foi feito no boletim diário, com a apresentação da secretária de Saúde, Eliana Honain.

De acordo com o Comitê de Contigência do Coronavírus, a alta circulação de pessoas nas ruas, mesmo nos finais de semana, é preocupante. “A população em geral, principalmente os idosos e demais pessoas do grupo de risco, precisam se conscientizar que o momento é de atenção, é de ficar em casa, sempre que possível”, salientou. 

Leia também

Araraquarense de 30 anos que trouxe menina de 13 do Ceará morre na cadeia

Coronavírus: Araraquara não tem novos casos nesta segunda (22)

Mais 2 mortes por coronavírus são confirmadas em Araraquara

Estudantes fazem manifestação pelas vítimas do coronavírus na Praça de Santa Cruz

Bandidos roubam duas farmácias e dão prejuízo de quase R$ 2 mil

Pelo menos 8 jogadores do Corinthians estão com coronavírus

Araraquara vem registrando baixas taxas de isolamento social, que são divulgadas pelo SIMI-SP ( Sistema de Informações e Monitoramento Inteligente do Governo do Estado de São Paulo). Durante a última semana, a cidade teve, por mais de uma vez, o pior índice diário de todo o estado, inclusive no final de semana, quando registrou 39% e foi o único município de São Paulo que ficou abaixo da marca de 40%. Além disso, as taxas são piores em dias anteriores, com percentuais que chegaram a cair para 37%. 

Cuidados ao sair de casa e recomendações

Ainda segundo o comunicado, as pessoas que precisarem sair devem usar máscaras e higienizar as mãos, além de evitar abraços, apertos de mãos e manter o distanciamento. Também conforme esclareceu, quando retornar para casa, deve ser feita a lavagem de roupas e tomar banho, já que essas são medidas importantes para evitar a propagação do coronavírus. 

Vale ressaltar ainda que no caso de sintomas gripas, a orientação é para que a pessoa procure o atendimento médico no posto de saúde mais próximo ou na UPA da Vila, polo de triagem de pacientes com sintomas da Covid-19. “O atendimento médico precoce faz total diferença na condução dos cuidados e na interceptação da rede de contaminação e freio do desenvolvimento ruim da doença”, diz o Comitê. 

Leave a Reply