Por Rian Fernandes

Em Araraquara dois mil testes serão feitos em idosos para fazer uma amostragem da situação do grupo, que é considerado de risco em relação ao coronavírus. O anúncio do procedimento foi realizado na noite desta terça-feira (30), pela secretária de Saúde, Eliana Honain, no “Canal Direto”, programa da Prefeitura de Araraquara.

De acordo com a secretária de Saúde, a ação ocorrerá em unidades de Saúde dos bairros que possuem o perfil da população mais idosa de Araraquara. Entre os locais mencionados estão o Jardim Santa Lúcia, Vila Xavier, Paulistano e Santa Angelina. Vale ressaltar ainda que, conforme explicado, Carmo, São José e São Geraldo também poderão ser utilizados por meio das principais vilas. 

Leia também:

Prefeitura é condenada a indenizar crianças pela morte da mãe, vítima de negligência

Araraquara perdeu quase mil postos de trabalho somente em maio

Araraquara confirma 32 casos e soma 954 contaminados pelo coronavírus

Os testes serão feitos de segunda a sexta-feira, pela manhã, das 7h até 8h, pois a partir das 8h30 precisa ser feito o recolhimento das amostras para envio aos laboratórios. Para a ação, agentes de Saúde vão ligar e procurar pessoas para realizar as coletas de sangue venosas. Conforme a secretária, uma ficha precisará ser preenchida. 

Ainda segundo Eliana Honain, os idosos não podem ter nada, nem ao menos, gripe. “A gente quer saber se ele [idoso] já teve contato ou não e saber também qual é a suscetibilidade que Araraquara tem ao vírus”, comentou ela sobre os como as testagens, que formarão um inquérito sorológico, serão relevantes. 

Durante a coletiva, Eliana também esclareceu que para que as flexibilizações comecem a ser dispensadas, pelo menos 20% da população já teria que ter tido contato com o coronavírus. Por enquanto, dos que já foram testados em Araraquara, apenas 1% tiveram proximidade.

Com isso, segundo a secretária de Saúde, o único caminho é ficar em casa, com o isolamento social. “Fique em casa, não tem alternativa”, destacou. 

Leave a Reply