O boletim de ocorrência da perseguição cinematográfica entre a Polícia Militar e um procurado pela Justiça, que terminou em acidente na cidade de Boa Esperança do Sul, deu detalhes de tudo que aconteceu na noite de sexta-feira (17) no Jardim Altos do Vista Verde. (VEJA VÍDEO ABAIXO).

LEIA TAMBÉM:

Novo vídeo mostra viatura e carro de suspeito batendo de frente em Boa Esperança

De bike e revólver, bandido rouba R$10 de comerciante na Vaz Filho

Idoso de 97 anos morre com suspeita de coronavírus em Araraquara

Saiba o que fazer para recuperar direito a saque de R$ 1.045 do FGTS

O portal Araraquara Agora transmitiu ao vivo boa parte da ocorrência. No registro policial consta que o funileiro é um velho conhecido dos meios policiais por envolvimento com o tráfico de drogas. Havia uma denúncia de que, além de possivelmente ter entorpecentes com eles o rapaz estaria armado. Dias antes o fujão havia agredido violentamente uma mulher e a Justiça havia determinado sua prisão com base na Lei Maria da Penha.

Quando os PMs deram ordem de parada o acusado não obedeceu e disparou em alta velocidade pelas ruas da pequena cidade. Foram 20 minutos de perseguição. Nesse tempo todo ele chegou a passar por cima de calçada, por dentro de uma praça, a quase capotar em diversas curvas e colocou dezenas de pessoas em risco, que acompanhavam incrédulas na rua tudo que acontecia.

A fuga só terminou quando os policiais fizeram um cerco. Encurralado o homem acelerou com o VW Golf para cima da Renault Duster da PM e bateu violentamente frente. A viatura é nova e tinha acabado de chegar na cidade. O acusado ainda deu marcha a ré e atingiu outra viatura, uma Fiat Pálio Weekwnd.

Na colisão um policial militar ficou ferido levemente e precisou de atendimento médico.

O suspeito ainda deu muito trabalho para ser contido. Imagens mostram que mais de 4 policiais tentam detê-lo enquanto uma multidão grita e atrapalha a ação dos PMs que souberam agir com tranquilidade apesar de estar em cercados e em menor número.

O fujão foi levado para o Plantão Policial de Araraquara. Além de ser indiciado pelo crime de violência doméstica, que desencadeou toda a história, agora ele vai responder também por resistência, desacato, desobediência e dano.

Ele está preso na Cadeia Pública de Santa Ernestina. O carro foi apreendido.

Leave a Reply